Recursos biológicos-criação intensiva

Este sector representa recursos biológicos muito diversificados, já que o homem utiliza os animais para diversos fins, como, a alimentação, o vestuário, o calçado, o mobiliário, a medicina entre outros. Também com o aumento exponencial da população humana nas últimas décadas, o homem foi obrigado a exploração neste sector. Assim, surgiram os aviários, suiniculturas, bovinicultutas, e a piscicultura.

 

Tanto os aviários, suiniculturas e boviniculturas são formas de criação maciça de animais, proporcionando quantidades de alimentos, que muitas vezes, excedem as necessidades das populações, para isso tornou-se fundamental o uso de medicamentos em animais para lhes estimularem o crescimento à custa da administração de hormonas. Devido a esse facto, actualmente, existem normas sobre a medicação e alimentação dos animais para protegerem a saúde dos cidadãos.

 

A piscicultura, consiste na criação de peixes em viveiros (aquacultura) para colmatar a dificuldade da sua aquisição em quase todo o mundo, contudo o seu desenvolvimento industrial pode causar poluição. Por vezes, estes peixes criados em condições artificiais podem contrair doenças tendo que ser tratados com antibióticos e outros produtos químicos, mas se for praticada com moderação este risco é diminuto. Através desta actividade, várias espécies de pescado chegam aos supermercados em quantidades que não seria possível através da pesca, estes são também mais baratos de que os tradicionais.

 

vejam o seguinte vídeo….

 

 

e……

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: